Quarta-Feira, 17 de Janeiro de 2018 o único semanário da região
 
PUBLICIDADE
Anuncie Aqui
 
Por Redação 28/10/2016 - 11:48:58   |  Atualizado em 28/10/2016 - 13:21:37
 
Cachaça Werneck participa do Rio Gastronomia
A bebida de Rio das Flores, RJ, será uma das oito marcas presentes no maior evento gastronômico do Brasil.
 
Likes:
Shares: 4
Comentários: 0
 
  Curtidas
  Compartilhamentos
 
 

Cachaça Werneck | Foto: Evento |

As cachaças artesanais do Estado do Rio terão espaço garantido no Rio Gastronomia, o maior evento de gastronomia do país, que esse ano acontece no revitalizado Pier Mauá, nos armazéns 3 e 4, entre os dias 4 e 13 de novembro. Presente desde a primeira edição, a cachaça Werneck, de Rio das Flores, é uma das que representa o Vale do Café na Feira dos Produtores, onde os mais diversos tipos de iguarias e quitutes de todo o Estado serão apresentados aos visitantes, evidenciando toda a diversidade e capacidade produtiva do solo fluminense de seus empreendedores.


Pelo segundo ano consecutivo o destilado ganha espaço exclusivo na exposição, destaque que não vem à toa. A cachaça é a terceira bebida destilada mais consumida no mundo e a primeira no Brasil. Além disso, é uma das poucas genuinamente brasileiras, já foi alvo de preconceitos e proibições, sendo hoje consumida por todas as classes sociais e carrega o título de Patrimônio Cultural Histórico do Estado do Rio.


Serão oito as marcas dos destilados presentes: a cachaça da Quinta, de Carmo; as cachaças Coqueiro, Engenho d’Ouro e Pedra Branca, de Paraty; 7 Engenhos (São Miguel), do município de Quissamã; Fazenda Soledade, de Friburgo e duas representantes do Vale do Café, a Reserva do Nosco, de Resende, e a cachaça Werneck. Todas fazem parte do grupo Cachaças do Rio, que tem produção voltada a uma bebida de alta qualidade, visando paladares mais refinados. Em exposição e à venda estarão exemplares de suas melhores safras, cujo processo de fabricação une a tradição das receitas antigas com uso da tecnologia e, fundamentalmente, alinhamento com os padrões de qualidade.


Dentro do grupo há cachaçarias mais recentes, com pouco mais de 10 anos, e algumas mais antigas, até centenárias, que seguem os processos tradicionais de alambicagem, reproduzindo as técnicas de seus antepassados ou com poucas modificações. Essa antiga fórmula não correspondia às exigências atuais e extinguia as possibilidades de comercialização. “Com o maior nível de exigência do mercado, os alambiques tradicionais precisaram se adequar aos novos padrões exigidos, o que fez com que o modelo artesanal tradicional tivesse que se modificar; foi uma questão de necessidade.”, afirma Eli Werneck, proprietário da Cachaça Werneck e vice-presidente da APACERJ, Associação dos Produtores de Cachaça do Rio de Janeiro. A certificação também visa a aceitação pelo mercado estrangeiro, que consome cerca de 1% a 2% do produto, segundo o Programa Brasileiro de Desenvolvimento da Aguardente de Cana, Caninha ou Cachaça (PBDAC), com grande potencial de expansão.


Produzidas em pequenas propriedades, geralmente de administração familiar, não há utilização de aditivos químicos nesses alambiques. O fornecimento de cana é próprio, sendo prensadas 24 horas após a colheita para manter o frescor do suco. Os alambiques de cobre garantem um sabor mais sólido à bebida e apenas a parte nobre, o chamado “coração”, que sai da destilaria irá aos barris para descanso. A preocupação com a sustentabilidade é constante e abrange todos os níveis, desde a saúde do solo, intercalando a cultura da cana com outras, à reutilização dos resíduos gerados pela produção da bebida e responsabilidade social com os trabalhadores.


Muitas dessas cachaçarias do interior do Rio estão abertas à visitação, servindo como espaço de degustação e aprendizado. A Cachaça Werneck, localizada em Rio das Flores, além de receber visitantes que gostam de acompanhar todo o processo de produção, também recebe continuamente empresários que pretendem entrar no negócio, servindo como modelo de alambique a ser reproduzido.


Em sua 6ª  edição realizada em espaço ampliado, o Rio Gastronomia terá quiosques de restaurantes, food trucks, comidas de rua, cardápio dos botecos “pé sujo” e “pé limpo” e palestras com chefs e demais profissionais influentes na área. Na Feira dos Produtores, será possível degustar as Cachaças do Rio e saborear a proposta diferenciada das cachaças, que têm em comum qualidade e personalidade, além de serem feitas com paixão e dedicação.


6ª Edição Rio Gastronomia


Feira dos Produtores com Cachaças do Rio


Data: 04 a 13 de novembro


Hora: quintas: 16 às 22h; sextas: 16 às 23h: sábados: 12h às 23h e domingos: 12h às 22h


Local: Armazéns 03 e 04 - Pier Mauá - Av. Rodrigues Alves, 10, Centro - Rio de Janeiro, RJ.


Ingressos: www.ingressocerto.com/marcas/rio-gastronomia

 
TAGs  
| Rio das Flores | Rio Gastronomia | Cachaça Werneck |
 
PUBLICIDADE
Anuncie Aqui
 
Comente  
 
 
Notícias Relacionadas
     
TURISMO GASTRONÔMICO - MIGUEL PEREIRA
Os impressionantes números da tradicional Festa de Santo Antônio de Miguel Pereira com mais de 100 anos
 
 
TURISMO GASTRONÔMICO - MIGUEL PEREIRA
Festiva Serra Beer
 
 
veja mais...
 
 
PUBLICIDADE
Anuncie Aqui
 
 
PUBLICIDADE
Anuncie Aqui
 
 
Jornal Regional    
Editora Panorama Real Ltda ME    
CNPJ: 21.153.071/0001-02    
     
 
 
Copyright© 2018 - Todos os Direitos Reservados | Proibida a reprodução total ou parcial do conteudo do Jornal Regional para fins comerciais Desenvolvimento: Desenvolvido por RG7 Designer