Quarta-Feira, 17 de Janeiro de 2018 o único semanário da região
 
PUBLICIDADE
Anuncie Aqui
 
Por Redação 28/10/2016 - 12:34:20   |  Atualizado em 28/10/2016 - 12:36:41
 
Projeto do vereador Igor proíbe dupla função de motorista e cobrador
Como defesa ao Projeto, Igor citou manifestação do Tribunal Superior do Trabalho (TST), que emitiu juízo no sentido de que a função de motorista não se confunde, de forma alguma, com a de cobrador,
 
Likes:
Shares: 6
Comentários: 0
 
  Curtidas
  Compartilhamentos
 
 

Vereador Igor de Macaé | Foto: Internet |

Foi aprovado pela Câmara Municipal de Macaé, o Projeto de Lei 071/2016 de autoria de Igor Sardinha (PRB), que proíbe os motoristas de exercerem a função de cobrador. O parlamentar defendeu a proposta que busca garantir os empregos de cobrador no município, além da segurança aos passageiros e aos motoristas. O projeto foi aprovado com nove votos favoráveis e três abstenções e aguarda a sanção do prefeito ao projeto.


Como defesa ao Projeto, Igor citou manifestação do Tribunal Superior do Trabalho (TST), que emitiu juízo no sentido de que a função de motorista não se confunde, de forma alguma, com a de cobrador, tratando-se de encargo específico como o é o exercício da direção de ônibus. Não se pode aumentar o espectro da função para que também a esta se acresça a obrigação de cobrar a passagem, sob pena de se incentivar o abuso patronal em atividade de interesse público e profundamente desgastante para a pessoa humana.


O Ministério Público do Trabalho do Rio de Janeiro emitiu um documento reconhecendo que a dupla função nos ônibus urbanos “afeta a saúde do trabalhador, viola as normas de segurança e da medicina do trabalho, além de aumentar os riscos de acidentes”.


Nos últimos anos, as demissões de cobradores de ônibus e o consequente acúmulo de função dos motoristas foram intensificadas pela empresa SIT. Além da questão do emprego, Igor levantou dois pontos importantes dentro da discussão, a do motorista e do passageiro.


“Os motoristas são submetidos a jornadas extensas, às vezes dobrando, tendo que conviver com o trânsito complicado. A dupla função por prejudicar não só o trabalhador, mas também toda a sociedade que tem um transporte mais lento. Se o Código de Trânsito Brasileiro proíbe usar telefone celular, esse acúmulo de funções, mais ainda, não faz o menor sentido”, disse Igor.


Segundo o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), é proibido cobrar a passagem com o veículo em movimento, mas é raro encontrar quem siga a lei à risca. “Se eu não receber enquanto dirijo, acabo atrasando demais a viagem”, admite um motorista que pediu para não ser identificado.


Já uma pesquisa da Revista Brasileira de Medicina do Trabalho, cuja publicação do resultado ocorreu há dois anos, aponta a profissão de motorista de ônibus como “uma das mais insalubres e estressantes atividades”. Segundo esse mesmo levantamento, os motoristas de ônibus estão sujeitos duas vezes mais a contrair várias doenças, entre elas hipertensão arterial; câncer de pele e no esôfago; infarto agudo; problemas gastrointestinais; hérnia de disco; e úlceras, entre outras patologias.


Leia a íntegra do Projeto aprovado no site do Jornal


PROJETO DE LEI – 071/2016


Dispõe sobre a proibição de empresas que prestam serviços de transporte coletivo em Macaé, de exigirem que motoristas exerçam sua função cumulada com a função de cobrador.


A Câmara Municipal de Macaé, no uso de suas atribuições legais,delibera:


Art. 1º Ficam as empresas concessionárias de Transporte Coletivo, no município de Macaé, proibidas de exigirem que motoristas exerçam sua função acumulada com a função de cobrador.


Art. 2º Caberá ao poder concedente, por seus órgãos competentes, fiscalizar o fiel cumprimento ao disposto nesta Lei, aplicando às empresas concessionárias que a descumprir, as seguintes penalidades:


I – Advertência escrita na primeira notificação, com prazo de 5 (cinco) dias para apresentação de defesa por parte da empresa infratora;


II – Multa de R$ 20.000,00 (vinte mil reais) por situação de reincidência, decorrido o prazo previsto no inciso anterior ou indeferido o respectivo recurso;


III – Diante da continuidade do descumprimento desta Lei, após caso de reincidência com aplicação de multa, fica autorizada a Prefeitura Municipal de Macaé a cassar a concessão da empresa infratora. 


Art. 3º Esta Lei entra em vigor após 30 (trinta) dias da sua publicação, revogando as disposições em contrário.


Igor Paes Nunes Sardinha


Vereador-autor

 
TAGs  
| Macaé | motorista-cobrador | motorista | cobrador |
 
PUBLICIDADE
Anuncie Aqui
 
Comente  
 
 
Notícias Relacionadas
     
TRANSPORTE COLETIVO - PATY DO ALFERES
Mulher dirige ônibus, sim senhor!
 
 
TRANSPORTE COLETIVO - MIGUEL PEREIRA
Prefeito André Português reduz todos os preços das passagens de ônibus
 
 
veja mais...
 
 
PUBLICIDADE
Anuncie Aqui
 
 
PUBLICIDADE
Anuncie Aqui
 
 
Jornal Regional    
Editora Panorama Real Ltda ME    
CNPJ: 21.153.071/0001-02    
     
 
 
Copyright© 2018 - Todos os Direitos Reservados | Proibida a reprodução total ou parcial do conteudo do Jornal Regional para fins comerciais Desenvolvimento: Desenvolvido por RG7 Designer