Quinta-Feira, 23 de Novembro de 2017 o único semanário da região
 
PUBLICIDADE
Anuncie Aqui
 
Por Redação 13/01/2017 - 20:23:20   |  Atualizado em 13/01/2017 - 20:55:44
 
Retiro das Palmeiras completa 38 dias sem água
Mas conta da CEDAE chega cobrando
 
Likes:
Shares: 17
Comentários: 0
 
  Curtidas
  Compartilhamentos
 
 

Conta da CEDAE de um morador com 38 dias sem água | Foto: Morador |

As reclamações de falta d’água vêm especialmente das áreas mais altas de Miguel Pereira, como Jovita, Alto Javary, Ramada e Aninha Moura, mas também os bairros baixos  têm sentido a falta d’água em função das manobras que a Cedae vem fazendo. Um exemplo disso são os moradores do bairro Retiro das Palmeiras, DE SUA PARTE MAIS ALTA, onde, segundo um dos moradores, não há água já há 38 dias e com o tempo quente  a situação se agrava. Segundo os moradores que vêm buscando solucionar o problema na Cedae, “eles informam que houve pane elétrica, falta de energia, deixando os moradores da cidade sem água”.


“Os moradores que podem, vivem comprando caminhão pipa de água, e os moradores que não têm cisterna passam mais aperto”, diz outro morador. Segundo eles, a Cedae não consegue justificar tanto tempo sem água e em plena época de chuvas. Uma hora é a luz que falhou, depois a bomba que quebrou, depois é o reservatório que não enche porque não dá peso d’água.


A moradora do Retiro está duplamente preocupada e desabafou dizendo que não tem mais saúde para ficar subindo e descendo escadas transportando vasilhames com água.


O desabastecimento na cidade é algo constante, independente de problemas técnicos. No bairro Jovita, por exemplo, os moradores já cansaram de falar em falta d’água. “Atualmente só esta chegando água depois de 12 horas da noite e 4 ou 5 horas da manhã vai embora”, afirmou um morador. A aposentada informou que tem que levantar cedo para não passar o dia sem água. “A gente tem que levantar cedo, porque todos dias às 6 horas da manhã a água vai embora”, disse.


A Cedae fala do Problema


Procurado pelo Jornal Regional, o chefe do escritório da Cedae em Miguel Pereira e Paty do Alferes informou que terça-feira, (10) esteve na sede da Cedae no Rio, tratando do problema da falta de abastecimento de água em Miguel Pereira, principalmente no verão quando a cidade recebe um enorme fluxo de veranistas, amigos e turistas.


Antônio Carlos esclareceu que as várias ações que estão sendo feitas, umas de curto prazo, com a troca do elemento filtrante dos módulos 2 e 3 da Estação de Tratamento de Água de Francisco Fragoso, uma vez que o elemento filtrante do 1º módulo já foi trocado. Vamos trocar os elementos dos módulos 2 e 3, ainda esse mês, e com isso, a estação filtrará mais água em bem menos tempo do que estamos levando hoje. A outra medida, outra ação de médio/longo prazo, é a colocação do 4º módulo, uma vez que nossa ETA ainda é composta por três módulos. Com essas medidas, acreditamos que vamos resolver 70% dos problemas de falta d’água de Miguel Pereira. Antônio Carlos informou que nos bairros altos a Cedae está disponibilizando carro-pipa para todos os moradores que solicitam e concluiu explicando que para cada hora de falta de luz, os motores da Cedae que trabalham com amperagem acima de 400, levam 3 horas para voltarem em plena carga, e isso acontece com muita frequência nessa época de muita chuva e descargas elétricas.

 
TAGs  
| Falta d'água | Miguel Pereira | Cedae |
 
PUBLICIDADE
Anuncie Aqui
 
Comente  
 
 
Notícias Relacionadas
     
LIVRO - MIGUEL PEREIRA
A verdadeira meditação é o amor!
 
 
FESTA RELIGIOSA - MIGUEL PEREIRA
Festa de N. S. da Glória, sucesso absoluto!
 
 
veja mais...
 
 
PUBLICIDADE
Anuncie Aqui
 
 
PUBLICIDADE
Anuncie Aqui
 
 
Jornal Regional    
Editora Panorama Real Ltda ME    
CNPJ: 21.153.071/0001-02    
     
 
 
Copyright© 2017 - Todos os Direitos Reservados | Proibida a reprodução total ou parcial do conteudo do Jornal Regional para fins comerciais Desenvolvimento: Desenvolvido por RG7 Designer